Objetivos

Respondendo à organização que atualmente se preconiza no âmbito da formação ao nível do 1.º ciclo de estudos (CE) em Educação Básica, são objetivos gerais deste CE:

  • Formar técnicos superiores em educação para atuar em contextos educativos formais e não-formais;
  • Preparar profissionais com competências científicas, pedagógico-didáticas e metodológicas que permitam a sua integração nos diversos contextos onde se perspetiva a sua inserção profissional futura;
  • Desenvolver nos estudantes competências de análise e de resolução de problemas em diversas situações educativas, mobilizando diferentes ferramentas pedagógicas, de forma colaborativa;
  • Dotar os estudantes de uma perspetiva atual da área da educação básica e das suas diferentes áreas de atuação;
  • Preparar os estudantes para o prosseguimento de estudos ao nível dos 2.ºs ciclos que habilitam para a docência, promovendo o desenvolvimento das competências técnico-científicas exigidas para este efeito.

Helena Ribeiro de Castro

Coordenadora
Licenciatura em Educação Básica (Almada)

Instituto Politécnico Jean Piaget do Sul – Escola Superior de Educação Jean Piaget em Almada

Registado na DGES com o n.º R/A-Cr 52/2020.

 

Apresentação

A licenciatura em Educação Básica da ESE Jean Piaget está diretamente relacionada com a missão, tradição e experiência formativa da instituição, a qual forma educadores e professores há mais de 25 anos.

Esta licenciatura está adequada ao previsto no Decreto-Lei n.º 79/2014, de 14 de maio, conforme aprovação pela A3ES e registo pela DGES.

 

Acesso a outros ciclos

O grau de Licenciado permite a candidatura a estudos pós-graduados nos termos legais respetivos, nomeadamente o acesso aos 2.º ciclos de estudos em Educação Pré-Escolar; Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico; Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico; Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico e Português e História e Geografia de Portugal no 2.º Ciclo do Ensino Básico; e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico e Matemática e Ciências Naturais no 2.º Ciclo do Ensino Básico, os quais habilitam para o exercício da docência nas áreas e níveis de ensino respetivos.

 

Área de estudo

Ensino e Formação

 

Regras de avaliação

A avaliação dos estudantes visa apurar o seu aproveitamento em termos da evolução dos conhecimentos e da aquisição de competências definidos no programa das unidades curriculares.

A avaliação em cada unidade curricular pressupõe métodos e instrumentos adequados aos seus objetivos, características e conteúdos ministrados, sendo realizada de acordo com o Regulamento de Frequência e Avaliação em vigor. Em termos gerais, existem duas modalidades de avaliação: a avaliação contínua em que se avalia toda a prestação do estudante ao longo do semestre/trimestre/ano – participação nas atividades realizadas na unidade curricular, trabalhos individuais e em grupo, provas orais e escritas, entre outros; e a avaliação por exame, a qual avalia apenas a prestação do estudante no exame realizado.

O ingresso no ciclo de estudos pode ser realizado através de um dos seguintes concursos/regimes:

  • Concurso Institucional: Ensino Secundário completo e um dos seguintes conjuntos de provas de ingresso:
    • 17 — Matemática aplicada às Ciências Sociais e 18 — Português; ou
    • 16 — Matemática e 18 — Português
  • Concursos Especiais:
    • Maiores de 23 anos
    • Titulares de Outros Cursos Superiores
    • Titulares de um Diploma de Especialização Tecnológica
    • Titulares de um Diploma de Técnico Superior Profissional
  • Mudança de Par Instituição/Curso
  • Estatuto do Estudante Internacional
  • Regimes Especiais: consultar o site da DGES

1º Ano

UC – 1º Semestre CH  ECTS   UC – 2º Semestre CH  ECTS
Matemática Elementar 44 TP | 6 OT 7 Álgebra e Funções 44 TP | 6 OT 6
Sintaxe e Semântica do Português 44 TP | 6 OT 7 Fonologia e Morfologia do Português 44 TP | 6 OT 6
História de Portugal 16 T | 20 TP | 4 OT 5 Ciências Físico-Químicas 20 TP | 16 PL | 4 OT 5
Educação Física 40 PL 6 Geografia de Portugal 16 T | 20 TP | 4 OT 5
Pedagogia 50 T 3 Investigação em Educação 24 TP | 6 OT 2
Psicologia do Desenvolvimento I 16 T | 14 TP 2 Expressão Dramática 40 PL 6

2º Ano

UC – 1º Semestre CH  ECTS   UC – 2º Semestre CH  ECTS
Expressão Plástica 40 PL 6 Literatura Portuguesa II 44 TP | 6 OT 6
Ciências da Terra 20 TP | 16 PL | 4 OT 5 Ciências da Vida 20 TP | 16 PL | 4 OT 5
Geometria 44 TP | 6 OT 6 Expressão Musical 40 PL 6
Literatura Portuguesa I 44 TP | 6 OT 7 Análise de Dados e Estatística 36 TP | 4 OT 5
Psicologia do Desenvolvimento II 10 T | 20 TP 2 Opção 1 – Educação para a Saúde 30 TP 2
Práticas Educativas em Educação de Infância 20 T | SE 50 | 8 OT 4 Opção 1 – Inglês 30 TP 2
Organização Curricular 30 TP 2
Práticas Educativas em Ensino Básico 1.º Ciclo 20 T | 50 SE | 8 OT 4

3º Ano

UC – 1º Semestre CH  ECTS   UC – 2º Semestre CH  ECTS
Didática das Expressões 34 TP | 6 OT 4 Literatura para Crianças e Jovens 44 TP | 6 OT 6
Didática da Matemática 34 TP | 6 OT 4 Educação Matemática 44 TP | 6 OT 7
Didática da Língua Portuguesa 34 TP | 6 OT 4 Expressões e Multimédia 44 TP | 6 OT 7
Didática das Ciências 34 TP | 6 OT 4 Projetos em Educação 26 TP | 4 OT 2
Didática da Historia e da Geografia de Portugal 34 TP | 6 OT 4 Opção 2 – Gestão de Emoções em Educação 30 TP 2
Dinâmicas do Mundo Contemporâneo 36 T | 4 OT 6 Opção 2 – Conceção, Avaliação e Aplicação de Recursos Educativos 30 TP 2
Práticas Educativas em Ensino Básico 2.º Ciclo 20 T | 50 SE | 8 OT 4 Diversidade e Educação Inclusiva 30 TP 2
Práticas Educativas em Contextos Não Formais 20 T | 50 SE | 8 OT 4

Legenda: T- Teórica,  PL – Práticas e Laboratório, TP – Teórica/Prática, TC- Trabalho Campo, SE- Seminário/Estágio, OT – Orientação Tutorial, UC – Unidade Curricular, CH Carga Horária, ECTS – Créditos ECTS

Obtenção de Diploma

Para a conclusão do 1.º ciclo de estudos em Educação Básica, o estudante cumprirá um plano curricular constituído por 180 créditos ECTS obrigatórios.

O diplomado em Educação Básica deverá evidenciar as seguintes competências:

  • Demonstrar conhecimento sólido nas componentes de formação estruturantes – educacional, didática, de docência;
  • Evidenciar as teorias e modelos pedagógicos de referência, os princípios orientadores e os processos de implementação em diferentes contextos da Educação Básica;
  • Utilizar ferramentas digitais nos ambientes de aprendizagem;
  • Recolher, organizar e interpretar dados de situações educativas e seus atores no contexto daEducação Básica, respeitando padrões de rigor e éticos;
  • Analisar e planear a intervenção educativa em contextos formais e não formais diversificados em Educação Básica, autonomamente ou integrado em equipas, mobilizando os conhecimentos adquiridos;
  • Valorizar a educação inclusiva, a consciência ecológica, e a diversidade estética e cultural;
  • Comunicar de forma clara e rigorosa, em múltiplas formas e suportes, partilhando informação e debatendo ideias e soluções em contexto profissional;
  • Adotar uma postura crítica, reflexiva e investigativa que permita uma aprendizagem ao longo da vida.

Acreditação / Avaliação

Saídas profissionais

Os diplomados em Educação Básica poderão desempenhar as seguintes funções:

  • Acompanhamento de atividades curriculares e de enriquecimento curricular;
  • Acompanhamento de atividades extracurriculares;
  • Apoio à integração escolar da criança entre os 6 meses e os 12 anos de idade;
  • Elaboração, avaliação e divulgação de recursos didáticos;
  • Participação em projetos educativos, de inovação pedagógica e de investigação;
  • Elaboração e divulgação de recursos de formação cultural;
  • Secretariado em contextos educativos;
  • Ensino à Distância para populações em mobilidade.

 

Este ciclo de estudos permite, ainda, o acesso aos 2.ºs ciclos de estudos em Educação Pré-Escolar; Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico; Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico; e Ensino do 1.º e do 2.º Ciclo do Ensino Básico, os quais habilitam para o exercício da docência nas áreas e níveis de ensino respetivos.

RAZÕES PARA ESTUDAR EDUCAÇÃO BÁSICA

  • 25000 professores e educadores formados;
  • Possibilidade de funcionamento em pós-laboral;
  • Acesso especial para detentores de CTeSP ou CET;
  • Propina mais baixa de Lisboa (no ensino privado);
  • Bolsas de estudo:
    • Para estudantes com baixos rendimentos;
    • Para estudantes com média acima dos 14 valores;
  • Excelente localização: 1 min. da estação do Pragal e a 10 min. de Lisboa;

Índice de Empregabilidade (1)

  • 97%

(1) Fonte: Ministério da Educação, “Dados e Estatísticas de Cursos Superiores”

TENS DÚVIDAS? ENVIA-NOS UMA MENSAGEM!