Objetivos

O CTeSP em Desenvolvimento de Videojogos e Aplicações Multimédia visa formar técnicos para analisar, conceber, planear e desenvolver, autonomamente ou no seio de uma equipa, produtos multimédia e/ou jogos digitais integrados e interativos, para suportes fixos, móveis e web, através da utilização de tecnologias específicas.

Disponível em

Almada

Escola Superior de Tecnologia e Gestão Jean Piaget

Registado pela DGES, aguarda publicação em DR

2 anos, 4 semestres

Acesso a outros ciclos

Os titulares de um diploma técnico superior profissional podem candidatar-se a um 1.º ciclo de estudos (Licenciatura) através do concurso especial (alínea c) do número 2 do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho.

Área de estudo

481 – Ciências informáticas

Regras de avaliação

A avaliação dos estudantes visa apurar o seu aproveitamento em termos da evolução dos conhecimentos e da aquisição de competências definidos no programa das unidades curriculares.
A avaliação em cada unidade curricular pressupõe métodos e instrumentos adequados aos seus objetivos, características e conteúdos ministrados, sendo realizada de acordo com o Regulamento de Frequência e Avaliação em vigor. Em termos gerais, existem duas modalidades de avaliação: a avaliação contínua em que se avalia toda a prestação do estudante ao longo do semestre/trimestre/ano – participação nas atividades realizadas na unidade curricular, trabalhos individuais e em grupo, provas orais e escritas, entre outros; e a avaliação por exame, a qual avalia apenas a prestação do estudante no exame realizado.

Saídas profissionais

Os Técnicos em Desenvolvimento de Videojogos e Aplicações Multimédia podem desempenhar as seguintes funções:

  • Concetualizar ou adaptar, de forma contextualizada, projetos de produtos/sistemas multimédia;
  • Planear e coordenar a conceção de produtos multimedia, interativos e multiplataforma;
  • Conceber guiões e storyboards para produtos audiovisuais e multimédia;
  • Digitalizar e editar sons, imagens e vídeos, utilizando ferramentas específicas;
  • Implementar animações e efeitos visuais 2D, fazendo uso de ferramentas específicas 6 Modelar e animar objetos 3D, fazendo uso de ferramentas específicas;
  • Desenvolver atividades nas áreas do design de jogos, interfaces e animação 2D e 3D. 8 Programar, utilizando ferramentas de autor e linguagens adequadas;
  • Proceder à conceção, planeamento e desenvolvimento de jogos digitais, aplicações e produtos/sistemas multimedia integrados e interativos, para media fixa, dispositivos móveis e web;
  • Desenvolver novos conceitos para jogos digitais.

Estatuto profissional

A qualificação permite o acesso à profissão de Técnico em Desenvolvimento de Videojogos e Aplicações Multimédia

UC – 1º Ano CH  ECTS
Sistemas Operativos 18 TP | 42 P  6
Álgebra  70 P  5
Introdução à Programação  18 TP | 42 P 5
Multimédia e Aplicações 20 TP | 50 P 6
Design de Interfaces 20 TP | 40 P 5
Ferramentas de Edição 10 TP | 50 P  6
Inglês Técnico 40 TP 4
Bases de dados 18 TP | 42 P  5
Computação Humano-Máquina 30 TP | 30 P 5
Inteligência-Artificial 30 TP | 20 P  5
Psicossociologia das Organizações 50 TP 4
Motores e Ambientes para Desenvolvimento de Videojogos 20 TP | 40 P 4
UC – 2º Ano CH  ECTS
Computação Móvel 14 TP | 36 P 5
Empreendedorismo 60 TP  5
Programação com Objetos 14 TP | 36 P  6
Modelação 3D 20 TP | 40 P  5
Animação Digital 3D 14 TP | 36 P  5
Sistemas Informáticos de Suporte à Decisão 10 TP | 30 P  4
 Estágio  600 SE  30

Legenda: T- Teórica; P- Prática, TP- Teórica/Prática, SE- Seminário/Estágio, UC- Unidade Curricular, CH Carga Horária, ECTS – Créditos ECTS

Requisitos de Acesso

O ingresso no Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) pode ser realizado através de um dos seguintes contingentes:

  • Titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;
  • Aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas, para o curso em causa, nos termos do Decreto–lei n.º 64/2006, de 21 de março;
  • Titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior; ou
  • através do concurso Mudança de Par Instituição/Curso.

A conclusão do CTeSP em Desenvolvimento de Videojogos e Aplicações Multimédia confere um Diploma de Técnico Superior Profissional, através de um plano curricular constituído por 120 créditos ECTS obrigatórios.

TENS DÚVIDAS? ENVIA-NOS UMA MENSAGEM!