Objetivos

Os objetivos delineados são os seguintes:

  • Contribuir para a análise crítica e sistémica das problemáticas das comunidades, em contexto nacional e internacional;
  • Promover nos profissionais das áreas da saúde, social e educação, competências que concorram para a criação de equipas multidisciplinares e transdisciplinares aquando da intervenção nas comunidades;
  • Contribuir para a incubação e implantação de projetos de diagnóstico e intervenção na comunidade, em rede com as instituições afins;
  • Cooperar na criação de uma cultura centrada no desenvolvimento e bem-estar das comunidades, em função dos contextos, assim como das oportunidades locais.

Disponível em

Viseu

Isabel Silva

Coordenadora

Ana Cláudia Bártolo

Coordenadora

ISEIT — Ensino Universitário em Viseu

  • 7 meses • 40 Créditos ECTS;
  • Regime de formação: e-learning (100% online).

O Curso de Pós-graduação em Intervenção Comunitária está delineado para a formação especializada em Intervenção Comunitária, a partir das áreas das Ciências da Saúde, Ciências Sociais e Ciências da Educação, permitindo refletir criticamente sobre os referenciais teóricos associados às áreas identificadas, que garantam uma atualizada preparação para a intervenção na comunidade.

Saídas profissionais

Intervir em contextos junto de indivíduos, grupos, famílias e organizações pertencentes à comunidade:

  • Municípios e/ou organismos da Administração local
  • Entidades do setor da Saúde: Hospitais, Centros de Saúde, e outras
  • Entidades do setor Social: Organizações Não Governamentais e IPSS e outras entidades de intervenção social e comunitária
  • Entidades do setor da Educação: Escolas, Ensino Superior
  • Consultoria e Desenvolvimento Comunitário.

Requisitos de acesso

O ingresso na pós-graduação pode ser realizado por detentores do grau de Licenciado, ou equivalente legal, nas áreas das ciências da saúde, das ciências sociais e ciências da educação.

Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido, pelo Conselho Científico, como atestando capacidade para a realização do curso.

UC – 1.º Semestre           CH  ECTS

Avaliação Comunitária e Epidemiologia

 20 T | 16 TP | 4 OT 6

Políticas de Ação Social e Intervenção Comunitária

20 T | 16 TP | 4 OT 6

Sociologia Comunitária e Intervenção Psicossocial

10 T | 16 TP | 4 OT 5

Intervenção Sócio-Educativa: Cultura e Ciclo de Vida

20 T | 16 TP | 4 OT 5

Intervenção e Prevenção da Violência

10 T | 16 TP | 4 OT 6

Projetos de Desenvolvimento e Empowerment Comunitário

20 T | 16 TP | 4 OT 6

Contexto e Práticas de Intervenção Comunitária

50 S 6

Legenda: T- Teórica; TP- Teóricas/Práticas, PL-Práticas e Laboratório, OT- Orientação Tutorial, TC- Trabalho de Campo, UC – Unidade Curricular, CH Carga Horária, ECTS – Créditos ECTS

Obtenção de Diploma

Para a conclusão da Pós-Graduação em Intervenção Comunitária, o estudante deverá cumprir um plano curricular constituído por 40 créditos ECTS obrigatórios.

O diplomado em Intervenção Comunitária deverá evidenciar competências para:

  • Refletir criticamente sobre os referenciais teóricos associados às áreas da saúde, social e educação, que garantam uma atualizada preparação para a intervenção na comunidade;
  • Identificar novos contextos, desafios, oportunidades e riscos na intervenção comunitária;
  • Classificar os processos de subjugação e de produção das desigualdades em ordem à não exclusão ou integração social;
  • Aplicar as novas tecnologias de comunicação e registo no diagnóstico, planeamento e intervenção na comunidade;
  • Realizar ação, desenvolvendo as competências profissionais, por forma a analisar os resultados e a planear e implementar intervenções na comunidade de acordo com os mesmos;
  • Integrar a aprendizagem ao longo da vida, para melhor compreensão da dinamização comunitária e intervenção transdisciplinar em contextos sociais diversos.

    Todos os campos são de preenchimentos obrigatório.






    Documentos



    TENS DÚVIDAS? ENVIA-NOS UMA MENSAGEM!