Objetivos

O Curso de Especialização em Fisioterapia no Desporto tem como principal objetivo dotar os Fisioterapeutas de conhecimentos, competências e recursos adequados a uma atuação global do atleta, desde a melhoria da performance e gesto técnico à prevenção e recuperação eficiente de lesões desportivas.

 

Este curso pretende desenvolver competências avançadas no treino desportivo, através da otimização da performance física e metodologia do treino, com o objetivo de restaurar a função e desempenho desportivo ótimo, em atletas de todas as idades e modalidades.

Disponível em

Viseu

UC            CH  ECTS

Anatomofisiologia do Exercício

 8 T | 8 TP | 8 PL | 6 OT 6

Avaliação Funcional e Dor

 8 T | 12 TP | 4 PL | 6 OT 6

Etiopatogenia e Avaliação em Condições Desportivas

 14 T | 10 TP | 6 PL | 10 OT 6

Prevenção em Condições Desportivas

 20 T | 12 TP | 8 PL | 6 OT 6

Intervenção em Lesões em Condições Desportivas

 12 T | 8 TP | 16 PL | 6 OT 6

Legenda: T- Teórica; TP- Teóricas/Práticas, PL-Práticas e Laboratório, OT- Orientação Tutorial, TC- Trabalho de Campo, UC – Unidade Curricular, CH Carga Horária, ECTS – Créditos ECTS

Requisitos de acesso

O ingresso na pós-graduação pode ser realizado por detentores do grau de Licenciado, ou equivalente legal, em Fisioterapia.

Poderão ser admitidos outros candidatos detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que tenha sido reconhecido, pelo Conselho Técnico-científico, como atestando capacidade para a realização deste curso.

Obtenção de Diploma

Para a conclusão da Pós-Graduação em Fisioterapia no Desporto, o estudante deverá cumprir um plano curricular constituído por 30 ECTS obrigatórios.

Saídas profissionais

Os detentores do certificado de Pós-Graduação em Fisioterapia no Desporto poderão desempenhar funções em clubes desportivos federados e não federados de todas as modalidades, ginásios e health-centers, bem como em clínicas privadas, atuando na promoção da performance desportiva, prevenção de lesões e retorno à atividade mais rápido e eficaz, na ocorrência de lesões desportivas.

Escola Superior de Saúde Jean Piaget em Viseu

Duração: 7 meses

 

A intervenção do fisioterapeuta ao nível do desporto assume cada vez maior importância na realidade nacional, não só ao nível do desporto federado, mas também de lazer.

 

O incentivo à prática de exercício e atividade física é uma das prioridades ao nível dos agentes políticos para os próximos anos. Assim, à medida que a participação em atividades desportivas ou de lazer aumenta, também a incidência de lesões associadas terá tendência para aumentar.

 

A prevenção de lesões envolve uma atuação nos três níveis de cuidados, onde o Fisioterapeuta deve intervir. A prevenção primária tem como objetivo evitar a ocorrência de lesões; a secundária, a promoção de uma recuperação total, de forma a evitar lesões associadas; e a intervenção terciária tem como objetivo evitar a repetição de lesões (Petridou, 2001).

 

Os fisioterapeutas são profissionais de primeiro contacto, inseridos numa equipa multidisciplinar, apresentando competências baseadas no raciocínio clínico e conhecimento da evidência atual, de forma a realizar um diagnóstico funcional e implementar um plano de intervenção na população em geral ou em grupos específicos (ER-WCPT, 2003).

 

De acordo com a Federação Internacional de Fisioterapeutas no Desporto (IFSP, 2000), a atuação do fisioterapeuta ao nível do desporto requer uma especialização, de forma a desenvolver comportamentos profissionais, nesta área de intervenção, sendo, por isso, necessário o desenvolvimento de conhecimentos teórico-práticos e atitudinais específicos (Bulley, 2004).

 

Área de estudo

  • Fisioterapia

TENS DÚVIDAS? ENVIA-NOS UMA MENSAGEM!