• Proporcionar uma base de conhecimento aprofundada sobre os domínios das Ciências da Educação, nomeadamente do Desenvolvimento Curricular;
  • Conhecer o sistema de Educação Especial, nos seus aspetos organizacional, legislativo e de sua relação com o sistema regular de ensino;
  • Conhecer as condições de desenvolvimento que podem implicar Necessidades Educativas Especiais e estratégias de prevenção;
  • Dominar metodologias de avaliação e intervenção pedagógica que permitam a intervenção precoce adequada e a inclusão familiar e social de crianças com necessidades especiais;
  • Dominar metodologias de conceção e avaliação de programas de intervenção precoce centradas na família;
  • Conhecer técnicas de aconselhamento e de interação para um trabalho com as famílias e com a comunidade;
  • Participar em projetos de investigação centrados na melhoria e avaliação das práticas educativas.

Disponível em

Almada

UC – 1º Semestre           CH  ECTS
Avaliação e Desenvolvimento da Criança  20 T | 26 TP | 4 OT 7
Heurísticas de Intervenção  20 TP | 16 PL | 4 OT 7
Inclusão e Diversidade: Sistemas e Modelos  22 T | 14 TP | 4 OT 6
Intervenção Familiar e Comunitária  16 TP | 10 PL | 4 OT 3
Intervenção Precoce na Baixa Visão e Cegueira  16 TP | 10 PL | 4 OT 3
Intervenção Precoce na Deficiência Auditiva e Surdez  16 TP | 10 PL | 4 OT 3
Intervenção Precoce na Deficiência Inteletual, Motora e Multideficiência  16 TP | 10 PL | 4 OT 3
Projeto de Investigação e Ação Educativa  20 PL | 20 TC |  OT 8

Legenda: T- Teórica; TP- Teóricas/Práticas, PL-Práticas e Laboratório, OT- Orientação Tutorial, TC – Trabalho de Campo, UC – Unidade Curricular, CH Carga Horária, ECTS – Créditos ECTS

Requisitos de acesso

O ingresso na pós-graduação pode ser realizado por detentores do grau de Licenciado, ou equivalente legal, numa das seguintes áreas: Formação de Professores/Educadores, Ciências da Educação ou Ciências Sociais e Humanas.

O Conselho Técnico-Científico poderá aceitar a admissão à candidatura de detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste curso.

Obtenção de Diploma

Para a conclusão da Pós-Graduação em Educação Especial: Domínio da Intervenção Precoce na Infância, o estudante deverá cumprir um plano curricular constituído por 40 créditos ECTS obrigatórios.

A Pós-Graduação em Educação Especial: Domínio da Intervenção Precoce na Infância conferirá as competências necessárias para:

  • Reconhecer o sistema de Educação Especial nos seus aspetos organizacional, legislativo e de sua relação com o sistema regular de ensino;
  • Conhecer as condições de desenvolvimento que podem implicar Necessidades Educativas Especiais e estratégias de prevenção, designadamente no âmbito da intervenção precoce para crianças com Deficiência Intelectual Desenvolvimental (DID), Motora, Baixa Visão, Cegueira, Deficiência Auditiva e Surdez;
  • Dominar metodologias de avaliação e intervenção pedagógica que permitam o desenvolvimento da linguagem e comunicação, da autonomia e socialização, e a inclusão escolar e social de crianças com necessidades especiais;
  • Refletir, no contexto de intervenção precoce, sobre as perspetivas de avaliação e desenvolvimento da criança, e sobre as suas formas e instrumentos, relativamente a crianças com Deficiência Intelectual Desenvolvimental (DID), Motora, Baixa Visão, Cegueira, Deficiência Auditiva e Surdez;
  • Promover o trabalho cooperativo entre os diferentes profissionais e diferenciar as suas funções e papeis no contexto do trabalho de equipa no âmbito do processo de avaliação de crianças com necessidades educativas especiais;
  • Conhecer e aplicar formas de intervenção que, em contexto de intervenção precoce, proporcionem o desenvolvimento de competências de autonomia e socialização, e possibilitem a inclusão social de crianças com Deficiência Intelectual Desenvolvimental (DID), Motora, Baixa Visão, Cegueira, Deficiência Auditiva e Surdez, diferenciando as estratégias consoante o campo de intervenção;
  • Distinguir, em contexto de intervenção precoce, formas de intervenção centradas na família;
  • Dominar metodologias de conceção e avaliação de programas educacionais em contexto de intervenção precoce, tendo em conta as características e necessidades educativas de crianças com Deficiência Intelectual Desenvolvimental (DID) Motora, Baixa Visão, Cegueira, Deficiência Auditiva e Surdez;
  • Aplicar técnicas de aconselhamento e de interação com as famílias e com a comunidade;
  • Participar em projetos de investigação centrados na avaliação e melhoria das práticas educativas inclusivas.

Perfil de saída

  • Conhecimentos e competências, no domínio da intervenção precoce na infância, para intervir eficazmente na inclusão de crianças/jovens com necessidades educativas especiais, através de métodos de comunicação e de materiais pedagógicos específicos, envolvendo a comunidade e as famílias no processo educativo.
  • Docência em Educação Especial (apenas aplicável aos candidatos que cumpram os requisitos previstos em Decreto-Lei n.º95/1997, de 23 de abril).

 

Estatuto profissional

Formação Especializada para o Ensino de Educação Especial (domínio da intervenção precoce na infância), para educadores de infância, professores do ensino básico ou professores do ensino secundário profissionalizados e com pelo menos 5 anos de serviço docente.

Escola Superior de Educação Jean Piaget em Almada

Registo de Acreditação para ano letivo 2017/2018: CCPFC/CFE-3151/17.

Escola Superior de Educação Jean Piaget em V. N. Gaia

Registo de Acreditação para ano letivo 2017/2018: CCPFC/CFE.

ISEIT — Ensino Universitário em Viseu

Registo de Acreditação para ano letivo 2017/2018: CCPFC/CFE–3166/17.

1 Semestre • 40 Créditos ECTS

 

Área de estudo

  • Ciências da Educação
  • Ensino e Formação-Educação Especial

 

Regras de avaliação

A avaliação dos estudantes visa apurar o seu aproveitamento em termos da evolução dos conhecimentos e da aquisição de competências definidos no programa das unidades curriculares.

A avaliação em cada unidade curricular pressupõe métodos e instrumentos adequados aos seus objetivos, características e conteúdos ministrados, sendo realizada de acordo com o Regulamento de Frequência e Avaliação em vigor. Em termos gerais, existem duas modalidades de avaliação: a avaliação contínua em que se avalia toda a prestação do estudante ao longo do semestre/trimestre/ano – participação nas atividades realizadas na unidade curricular, trabalhos individuais e em grupo, provas orais e escritas, entre outros; e a avaliação por exame, a qual avalia apenas a prestação do estudante no exame realizado.

RAZÕES PARA ESTUDAR EDUCAÇÃO ESPECIAL:
DOMÍNIO DA INTERVENÇÃO PRECOCE NA INFÂNCIA

Conhecimentos e competências, no domínio da intervenção precoce na infância, para intervir eficazmente na inclusão de crianças/jovens com necessidades educativas especiais, através de métodos de comunicação e de materiais pedagógicos específicos, envolvendo a comunidade e as famílias no processo educativo.

TENS DÚVIDAS? ENVIA-NOS UMA MENSAGEM!